terça-feira, 14 de setembro de 2010

A guerra – política destrutiva

Eu sou político! Digo isso com orgulho, está no sangue. Gosto de política. Não, não sou candidato a nada. Eu já escolhi meu candidato para Presidente. Contudo, fico chateado. Vejo algumas propostas, e muitas coisas improdutivas. Eu chamo isso de “política destrutiva”. Ao invés de só ganhar votos com boas propostas, boas ideias; isso não basta pra eles. É necessário digladiar, destruir o adversário como se fosse inimigo.


Se todos estivessem juntos por um bem comum (o do Brasil) isso não seria necessário. Esta política destrutiva mostra a falta de comprometimento com o país. O meu único interesse é o interesse do país. Isso se chama Nacionalismo! É isso que eu defendo; uma política voltada exclusivamente ao bem da nação brasileira.

Ao escrever isso, eu soo ingênuo. Não há nenhuma grande maravilha por aí. Nenhum grande candidato. Contudo sou totalmente contra o cidadão se anular; não resolve. O critério de escolha de meu candidato foram os seguintes: currículo, preparo, postura, inteligência, etc. José Serra foi o melhor ministro da Saúde que o Brasil já teve. Sempre agiu com ética. Já a Sra. Dilma não possui nenhum adjetivo que deem a ela o perfil de um representante, e podemos falar que ela não é flor que se cheire.


Fico meio indignado quando leio comentários petistas, dizendo que o Brasil melhorou muito nos últimos oito anos que o PT governou. O Brasil é o país mais rico do mundo, se analisado em um aspecto geral. O crescimento do país é natural; mesmo com a anarquia administrativa que acontece. O que não ocorreu. O governo simplesmente deixou o país seguir sozinho. Mas houve crescimento sim! Crescimento do PT, que se tornou o partido gigante e não mais a oposição da esquerda. Partido dos trabalhadores hahaha!!!


O reflexo positivo do governo Lula deve ser reconhecido, pois de fato aconteceu. Não poderia ser diferente, após o plano real estabilizar a economia e o Brasil ser o país com maior potencial no mundo. Estaremos lá, com China, Índia e Rússia, fazendo farelos das atuais potências. E isso não se deve ao PT. O PT apenas retardou o processo natural de um país com os privilégios do Brasil!

Marcadores: , , , , , , , , , ,

1 Comentários:

Blogger fmsantos's blog disse...

Parabéns pela postagem André. Fez uma boa análise da situação política atual. Isso é o interessante da Marina, não usa a estratégia destrutiva, e quando usa, é de maneira sutil e inteligente. []s

15 de setembro de 2010 22:49  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<<Página inicial